Atalho do Facebook

Raviolone de pato

>> segunda-feira, 24 de maio de 2010



Quero agradecer o MARAVILHOSO fotógrafo da noite, meu amigo Marcel Gussoni do Sabor Sonoro.

Apesar do maridão não gostar nem do cheiro de pato cozinhando, resolvi fazer essa receita para esquentar um pouquinho a noite fria do nosso encontro de amigos. Esse foi o meu primeiro prato, servido logo após o Polvo Marmorizado com Vinagrete de Framboesa.

A receita é demorada mas, é muito simples... Dos 3 pratos que preparei na noite esse foi o meu preferido.


Cozinhando o pato

1 pato de aproximadamente 2 k
2 colheres, das de sopa, de manteiga
2 cenouras em cubos
1 alho poró em fatias finas
1 cebola em cubos
10 grãos inteiros de pimenta do reino
1 bouquet garni (amarrado com tomilho, sálvia, louro, e 1 talo de salsão)
250 ml de vinho branco seco de boa qualidade
água suficiente para cobrir o pato

Aqueça uma caçarola grande e coloque a manteiga. Junte as cenouras, a cebola e o alho poró e refogue por 2 minutos. Junte o vinho, deixe ferver por 5 minutos e coloque o pato na panela. Cubra com água fria, coloque o bouquet garni e os grãos de pimenta e cozinhe, em fogo brando, por 3 horas.
Espere esfriar, retire o pato da panela e desfie, descartando pele e ossos.


Desengordurando o caldo

Passe o caldo do cozimento do pato por uma peneira, depois por um pano bem fino e leve para a geladeira de um dia para o outro.
Retire a gordura que se formou na superfície do caldo, com cuidado. Coloque a gordura em uma panela e deixe em fogo bem brando para que todo o líquido que ainda esteja na gordura se evapore. Coe a gordura e guarde para preparar pratos que precisem de banha de pato.

O recheio

Em uma caçarola, coloque 1 colher, das de sopa, de banha de pato, 2 dentes de alho bem picados e, assim que o alho alourar, coloque a carne do pato desfiada. Tempere com sal, pimenta moída na hora e noz moscada e junte o suco (coado) de 4 laranjas.
Cozinhe até a laranja reduzir pela metade e peneire 1 colher, das de sobremesa de farinha de trigo, sobre a carne. Mexa bem e cozinhe por 5 minutos. Deixe esfriar e molde bolinhas com a quantidade suficiente para rechear o raviolone.

A massa




500 g de farinha de trigo
5 ovos e 1 gema (reserve a clara para pincelar a massa)

Junte a farinha e os ovos e misture bem até formar uma massa bem lisa. Enrole a massa em filme plástico e deixe descansar por 30 minutos.
Com a ajuda de um cilindro, abra a massa em tiras bem finas. Cilindre várias vezes até ela ficar numa espessura boa.
Corte círculos de massa e recheie com 1 colher de pato desfiado e 1 colher de requeijão cremoso. Pincele clara nas bordas e feche, como um pastel.

Finalizando o prato

Leve o caldo ao fogo e deixe ferver até reduzir 1/3. Tempere com sal, pistilos de zafferano e folhas de sálvia.
Cozinhe os raviolones em água salgada fervente, coloque 3 em cada prato, cubra com 2 conchas de caldo, folhas rasgadas de sálvia e queijo pecorino ralado na hora e sirva com torradas de ciabatta no azeite.

2 comentários:

Karolina Ribeiro 2 de jun de 2010 09:59:00  

Parabéns Kris, a receita parece muito boa! Adoro pato é este está me convidando. Fico muito feliz em saber que Uberlândia tem gente boa assim na cozinha!!! hahaha. Aliás meu namorado. o "Galo", já me disse que andava de bike com seu marido e você sempre fazia umas comidas muito boas para os amigos!!! Beijos, Karol Ribeiro.

Kris Nardini 2 de jun de 2010 12:08:00  

Karol, o Galo escalava com o Rômulo e mora bem pertinho da nossa casa! Gosto muito dele!
Vamos combinar um jantarzinho qualquer dia, oq vc acha?

Beijos

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Back to TOP