Atalho do Facebook

Dia dos pais, sem o meu pai...

>> domingo, 8 de agosto de 2010



Desde que meu pai se foi o dia dos pais perdeu um pouco o sentido pra mim... Me sinto triste, muito triste, nesse dia.
Eu sei que não posso ficar assim, que preciso comemorar a data porque o maridão é o pai dos meus filhotes e, se avó é pai 2 vezes, esse ano a comemoração seria em dobro mas, mesmo assim, senti uma dor profunda no coração na hora que acordei.
E, para homenagear o meu pai nesse dia, resolvi fazer o que ele sempre fazia nas manhãs de domingo: fui à feira e me enchi de pastel!



Fui até a barraca que ele comprava frangos e me lembrei de tanta coisa boa... de tantos ensinamentos... Imaginei (cheguei a visualizar) meu pai sentando numa das piores barracas de pastel da feira (mas era a barraca que melhor o atendia!!!), e me lembrei dos causos que ele contava e das gargalhadas que ele dava, sentado ali...

Voltei pra casa com o coração cheio de saudades e uma vontade enorme de abraçar ele mais uma vez, só mais uma vez!

Guardei a tristeza no peito e fiz um almocinho que o maridão ADORA, porque ele merece, mais do que tudo, a comemoração desse dia.

Agora estou aqui, esperando o dia terminar para ver se amanhã volto a sentir a saudade normal, e não essa que dói e faz os olhos marejarem o tempo todo!

Feliz dia dos pais, meu paizinho!

Feliz dia dos pais, Rômulo.... Sou muito feliz por ter escolhido um pai tão maravilhoso para meus filhos.

Feliz dia dos pais para o meu genro, que é quase um filho, e que neste ano comemora, também, a data.

E feliz aniversário para todos os pais desse e do outro mundo!



3 comentários:

Débora 8 de ago de 2010 17:32:00  

Eu que fiquei com os olhos marejados de ler seu post....também sinto muita saudades do meu pai, e o dia de hoje não é fácil mesmo! Mas que bom que temos boas lembranças no nosso coração....Bjão

Kris Nardini 9 de ago de 2010 08:02:00  

É verdade, Débora!!! Ainda bem que temos boas lembranças...

Um beijão!

Lilia Maria,  5 de ago de 2011 13:05:00  

Eu tbm me emocionei bastante ao ler o seu depoimento.Sou espirita e acredito na vida depois dessa(para não dizer morte)e é o que atenua um pouco a dor da ausencia física, mas como disseram temos as lembranças e eu com o seu relato sobre os pastéis me lembrei que meu pai tbm adorava levantar e ir comer pastéis e bolinhos de carne.
Beijos queridas.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Back to TOP