Paella marinera

>> terça-feira, 26 de março de 2013



Antes de postar a receitinha de hoje quero dar um recado...
Vou passar um tempinho afastada do blog.
Quero cuidar um pouquinho do meu corpo e cozinhando essas coisas engordativas não vai rolar, não é mesmo?
Prometo vir aqui às vezes e dar notícias de como eu estou indo na minha nova empreitada....
Se quiser mais notícias é só CURTIR a Fanpage do Blog no Facebook e ficar por dentro das novidades!

Mas vou encerrar esse ciclo com uma receita maravilhosa!
Uma paella marinera!
Espero que vocês gostem....

Paella Marinera que serve entre 20 e 25 pessoas

Já aviso que essa receita precisa de uma paelleira bem grande.
Se você não tiver, faça em duas menores, tá?

2 k de camarões pequenos
1 k e meio de camarões grandes com ou sem cascas (eu só tinha sem cascas)
1 k de anéis de lula
500 g de mexilhões, cozidos por 3 minutos em água fervente
1 k e meio de polvo cozido na pressão por 20 minutos, sem água, apenas com 1 cebola inteira e dois dentes de alho, e depois picados em cubos
1 k de cação ( ou outro peixe de carne firme) em cubos temperado com sal, pimenta, alho e limão
1 cebola roxa bem picada
5 dentes de alho, amassados
150 ml de azeite EV
1 lata de tomate pelado em cubos (coloque os tomates e o suco)

pistilos de açafrão a gosto
400 g de ervilhas congeladas
1 pimentão verde, grande, sem peles
1 pimentão amarelo, grande, sem pele
1 pimentão vermelho, grande, sem pele
a parte branca do talo de 1 maço de cebolinha, bem picada
a parte verde da cebolinha, bem picada
sal a gosto
pimenta dedo de moça para enfeitar
pimenta preta moída na hora, a gosto

2 litros e meio de caldo de frango
1 k de arroz (bomba, agulhinha ou parboilizado) sem lavar


Limpe bem todos os frutos do mar.
Cozinhe e pique o polvo, veja aqui como se faz.
Retire a pele e pique os pimentões, veja aqui como se faz. Pique a metade deles em cubos grandes e a outra metade em tiras.
Prepare e pique todos os outros ingredientes.
Aqueça o caldo.
Aqueça bem uma paelleira e coloque um fio de azeite. Junte metade dos camarões pequenos e  doure por 2 ou 3 minutos. Junte sal e pimenta, retire os camarões da panela e reserve. Repita o processo com os camarões grandes, com as lulas e com o peixe. Deixe cada item reservado em uma travessa diferente.
Coloque mais uma porção de azeite na paelleira e junte o alho, a parte branca da cebolinha e a cebola. Espere murchar e junte os pimentões em cubos, metade das ervilhas e os tomates pelados. Refogue por mais 2 minutos e acrescente o arroz. Mexa o arroz por 1 minuto e junte o caldo de frango e os pistilos de açafrão.
Acrescente os camarões pequenos, os cubos de polvo e os cubos de peixe, mexa delicadamente, abaixe o fogo e tampe a paelleira com uma folha de papel alumínio.
Cozinhe por 10 minutos em fogo baixo, retire o alumínio, acrescente as lulas e mexa delicadamente, com um garfo.
Por cima coloque os camarões grandes, os mexilhões, o restante das ervilhas e decore com as tiras de pimentão e as pimentas dedo de moça.
Tampe novamente e deixe no fogo bem baixo por mais 10 minutos.
Retire o alumínio, regue com um bom azeite, coloque cebolinha picada (se você gostar) e sirva com limão.





Read more...

Polenta de gorgonzola com rabada cozida no vinho

>> sexta-feira, 22 de março de 2013



Não sei se é pelo inferno astral, mas ando nostálgica e com o coração apertado... e essas comidonas são puro comfort food pra mim!!! Ficar horas na cozinha, com uma bela taça de vinho nas mãos, sentindo o perfume que sai das panelas invadir cada cômodo da casa, sempre me deixa feliz!
Então, se você também tá precisando de comidinha de mãe, de carinho dos filhos (eles vão te encher de carinho depois de provar a receita) e de elogios do amado/amada, corra no açougue e peça a mais suculenta peça de rabo de boi.
-Ah, mas eu sou chato e não gosto de rabo de boi...
Então faça com músculo em pedaços, garanto que também vai ficar delicioso...

Para a rabada cozida no vinho tinto você vai precisar de:

2 k de rabo de boi cortado nas juntas, aferventado e limpo ( * leia abaixo como fazer)
3 colheres, das de sopa, de óleo
1 cebola grande bem picada
1 colher, das de sopa, de farinha de trigo peneirada
folhas de 4 ou 5 galhos de tomilho (use o fresco)
1 garrafa de vinho tinto seco
água fervente, se necessário
sal e pimenta do reino a gosto

(*) Para mim, não tem nada pior do que rabada gordurosa.. O mais importante é retirar toda a gordura que envolve o rabo e, a melhor forma de retirar essa gordura é aferventando a carne antes.
Então, compre o rabo já cortado nas juntas e afervente por 20 minutos em água, sal e uma boa dose de cachaça.
Escorra a água, espere amornar e, com uma faca bem afiada, retire TODO o excesso de gordura.
Só então comece o preparo.

Depois que a rabada estiver aferventada e limpa, aqueça bem uma caçarola de fundo grosso e acrescente o óleo e a rabada. Frite até os pedaços ficarem corados e acrescente a cebola picada. Cozinhe até a cebola amolecer e peneire a farinha de trigo por cima da carne. Mexa por dois ou três minutos e junte o vinho tinto, lentamente. Mexa bem e espere levantar fervura, com a panela destampada. Assim que levantar fervura, acrescente as folhas de tomilho, tampe a panela e cozinhe até a carne começar a se desprender dos ossos.
Se necessário, pingue água fervente durante o cozimento.
A rabada costuma demorar entre 2 e 3 horas para ficar macia, o tempo vai variar de acordo com seu fogão e a idade da vaca.

Enquanto a rabada cozinha e perfuma sua casa, faça uma polenta deliciosa para servir junto...


 Polenta rústica com gorgonzola

Eu prefiro uma polenta mais grossa, bem rústica, para servir com essa rabada suculenta. Se você gosta dela mais lisinha e mole, aumente os líquidos ou diminua o fubá, tá?

2 copos de fubá pré-cozido ou preparado para polenta
3 copos de caldo de carne, de legumes ou de galinha (se você não tiver caldo caseiro, use 1 cubo e meio de caldo industrializado dissolvidos em 3 copos de água fervente)
2 copos de leite
1 colher, das de sopa, bem cheia de manteiga
200 g de queijo gorgonzola

Coloque o caldo e o leite em uma panela alta e espere ferver. Acrescente a manteiga e, assim que ela derreter, junte o fubá aos poucos e mexa bem com um fouet (batedor de arame) para não empelotar.
Continue mexendo até o creme engrossar e começar a desgrudar do fundo da panela (uns 40 minutos).
Pique o gorgonzola em pedaços pequenos e adicione à panela. Espere ele derreter e se fundir ao creme.
Desligue o fogo, acerte o sal e sirva. Tome cuidado: se você usou caldo industrializado não vai precisar de mais nada de sal porque o gorgonzola também é salgado, tá?

Na hora de servir, cubra o fundo de um prato com a polenta e coloque uma bela porção de rabada por cima, caprichando no molho de vinho... Decore com folhinhas de tomilho e pronto.... Fique feliz!

Dica: se sobrar polenta, espere esfriar, pique em pedaços médios e leve para a grelha, com uma boa regada de azeite. Gordo come essa polenta grelhada até no café da manhã! rsrsrsrs

Essa semana eu tô que tô... Comecei com cuscuz e terminei com rabada... :-)


Read more...

Frango empanado chinês

>> quarta-feira, 20 de março de 2013


Meu querido afilhado/sobrinho Pedro está hospedado na minha casa desde a semana passada para fazer uns exames e outro dia fomos juntos pra cozinha. Ele já trabalhou naquela famosa rede de fast food oriental e tem a manha com essas receitinhas engordativas chinesas que eu tanto amo.Então, fiz questão de aprender o que eu mais gosto: o frango empanado.

Frango temperado e descansado, ele foi me ajudando a fazer a massinha, até ficar num ponto crocante por fora e macio, muito macio, por dentro.
O resultado foi MARAVILHOSO!!!! E foi MUITO BOM ter a companhia do meu Pedroca na cozinha!!!

Pra quem não sofre com o fato de preparar ou comer flitulinhas chinesas, esse frango é super indicado!!!


Frango empanado chinês:

1 k de peito de frango em pedaços médios
3 colheres, das de sopa, de shoyu
gengibre ralado a gosto
2 dentes de alho amassados
1 boa pitada de açúcar
2 colheres, das de sopa, de sakê
1 colher, das de sobremesa, de óleo de gergelim
1 colher, das de sopa, bem cheia de amido de milho

Tempere o frango com todos os ingredientes e deixe descansar por 1 hora. Se necessário, coloque uma pitada de sal.

Para a massa do empanado:
1 copo de 250 ml de farinha de arroz (Arrozina da Maizena)
1 copo e meio de farinha de trigo
1 colher, das de sobremesa, de sal
1 colher, das de sobremesa, de aji-no-moto
2 colheres, das de sopa, de óleo
1 colher, das de sobremesa de fermento em pó (químico)
Água para dar liga

Peneire todos os ingredientes secos e vá acrescentando água e mexendo com um garfo até dar o ponto de panqueca americana (massa grossa e bem pegajosa).

Aqueça uma caçarola grossa com óleo e mantenha em fogo médio.
Passe cada pedacinho de frango na massa, com a ajuda de um garfo, e coloque delicadamente no óleo. Frite até ficar dourado, como na foto e escorra em papel toalha.
Decore com cebolinha e pimenta dedo de moça e sirva com uma deliciosa saladinha de broto de feijão e arroz chop suey (aquele com legumes e ovinho mexido).




Read more...

Cuscuz Paulista

>> terça-feira, 19 de março de 2013



Eu fiz esses cuscuz (xiiiii... não sei como é o plural de cuscuz... será cuscuzes?) já faz alguns tempo.. só que, no mesmo dia que eu fiz a receita, descobri o tumblr Melhor que fome e li  esse post DETONANDO toda e qualquer decoração de cuscuz já postada nessa e em outra encarnação virtual.

Tremi de medinha da língua afiada da dona do Melhor que fome já que até a "Thássia Naves do mundo da culinária" já deu pinta por lá usando uma peça da marca japonesa Miojo num look totalmente italiano, coisa que pode até ser compatível no mundo fashion mas é abominado no mundo glamouroso dos blogueiros de gastronomia!

Depois de algumas sessões de terapia e grossas gotas de Rivotril , consegui voltar aqui e postar não só uma, mas 3, isso mesmo, TRÊS fotos dos meus cus-cu-zes! 
E que se dane o tumblr que posta os deslizes culinários e fotográficos de seres carentes de atenção como nós blogueiros gastronômicos e metidos a gourmet. 

Ninguém sabe o que nós passamos, não é mesmo colegas blogueiros?... Pior que ser detonado no Melhor que fome por decorar um singelo cuscuz com ovo cozido e milho e sardinha de lata é receber proposta de divulgação de marca conhecida em "troca" de ganhar  míseras latinhas de leite condensado ou alguns saquinhos de tempero em pó feito de amor... 
Isso sim, nem Rivotril salva....

E vamos ao que realmente interessa: a receita COM FOTOS do danado do cuscuz (decidi que não vou mais usar o plural, achei meio pornográfico):






A lista de ingredientes é loooonga....

1 peito de frango cozido em 1 litro e meio de água temperada com sal, alho, pimenta e cebola
80 ml de azeite EV
1 cebola bem picada
2 dentes de alho, amassados
1 lata de tomates pelados, grosseiramente picados
1 lata de milho verde, drenada . Use metade na panela e reserve a outra metade.
1 vidro grande de palmito, fatie dois palmitos em rodelas e reserve e os outros pique em cubinhos e use na receita
200 g de ervilhas congeladas, aferventadas.  Use metade na panela e reserve a outra metade.
pimenta ardida, a gosto
salsinha e cebolinha, a gosto
Sal e pimenta moída na hora, a gosto
4 latas (medida da lata do tomate pelado) do caldo do cozimento do frango. Se necessário, complete com água fervente
1 lata e meia de farinha de milho
1/2 lata de farinha de mandioca

Para decorar:
Palmitos em rodela, reservados
Milho reservado
Ervilhas reservadas
Tomates verdes, em rodelas
Metades de sardinhas
Tomatinhos sweet grape, partidos ao meio
Ovos cozidos partidos ao meio

Use o que sua imaginação deixar no cuscuz, viu? Afinal, o cuscuz é seu e você faz o que bem quiser com ele... O importante é lubrificar com muito azeite! :-)



Modo de fazer:

Cozinhe o frango na água temperada, retire, desfie e reserve. Passe a água do cozimento do frango por uma peneira, reserve.

Aqueça uma panela de fundo grosso e coloque metade do azeite, a cebola e o alho. Espere a cebola murchar e junte o frango desfiado. Refogue por 5 minutos e junte os tomates pelados com o suco todo. Espere ferver e junte os palmitos, as ervilhas e o milho em lata. Assim que levantar fervura novamente vá acrescentando as farinhas, lentamente, e misturando delicadamente para não empelotar.
Espere a massa engrossar, ficar bem compacta e começar a desgrudar do fundo da panela,  acerte o sa, junte as pimentas, o cheiro verde e o restante do azeite e desligue o fogo.

Como enformar o cuscuz:

Unte com bastante azeite a forma que você vai usar...
Você pode fazer porções individuais ou uma porção grande, na forma de pudim,  e dividir em fatias, como se fosse um bolo. Eu fiz dos dois jeitos para mostrar pra vocês... Garanto que você pode servir das duas formas na sua festinha que vai ser sucesso.

Decore do seu jeito... não se esquecendo de que, quando desenformar, a parte que vai ficar a mostra é a que ficou voltada para o fundo da forma, tá?
Coloque a massa ainda quente do cuscuz, delicadamente, por cima da decoração e aperte com as mãos. Bata a forma em uma superfície com pano para o recheio se "assentar". Tampe a forma com um pano úmido e espere 3 ou 4 horas para desenformar.
Para desenformar é fácil: é só virar a forma no prato de servir e dar leves pancadinhas... ele se solta melhor do que bolo.


PS. Acho que me humor ácido está voltando.... Muito cuidado! hehehehe



Read more...

Pimentões recheados

>> sexta-feira, 15 de março de 2013



Outro dia acordei com desejo de comer charutinho de repolho... Fui comprar os ingredientes, vi pimentões bonitos e resolvi fazer uma panelada de cada um.
Os charutinhos eu já ensinei aqui, lembram? Os pimentões eu também já tinha ensinado mas as fotos estavam tão feias que decidi postar novamente...hahahahaha

Vou falar uma coisa pra vocês: um pimentão e 2 charutinhos no prato, muito azeite EV e gotinhas de limão china e eu me tornei a mulher mais feliz do mundo!

Corre pra imprimir a receita pra fazer no final de semana porque é muito fácil!


Ingredientes: 



10 pimentões grandes ou 15 médios(pode ser verde, amarelo, vermelho ou sortidos)
1 k de patinho moído (já fiz com carne de cordeiro e ficou ótimo)
250g de arroz lavado e escorrido
1 cebola finamente picada
2 dentes de alho espremidos
1 maço de cheiro verde finamente picado
1 pimenta bode picadinha
tempero completo a gosto
60 ml de azeite


2 colheres, das de sopa, de manteiga em temperatura ambiente
4 tomates maduros em cubinhos


1 colher, das de café, de pimenta síria (opcional)

Com uma faca afiada, retire o cabinho dos pimentões e todas as sementes. Enfie a faca em 3 lados do pimentão e faça pequenos cortes, tomando cuidado para não rasgar, para que o recheio cozinhe melhor.


Misture todos os ingredientes do recheio e deixe descansar por meia hora.


Recheie todos os pimentões e decore com um pedacinho de tomate maduro, como mostro na foto abaixo. 











Cubra os pimentões com o molho abaixo e leve ao fogo por mais ou menos 1 hora. Desligue o fogo e espere meia hora para servir.

Molho: 

60 ml de azeite
8 dentes de alho em rodelas
1 cebola picada em meia lua


1 tomates bem maduros picados em meia lua
1 colher das de sobremesa de açúcar
Sal a gosto
pimenta do reino moída na hora a gosto
300 ml de polpa de tomate
2 colheres, das de sopa, de vinagre (faz toda diferença no molho)

Modo de fazer:
Aqueça uma panela e coloque o azeite e o alho. Quando o alho estiver levemente dourado acrescente as cebolas. Frite por 3 minutos e acrescente o restante dos ingredientes. Acerte o sal e cozinhe por 10 minutos.

Read more...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Back to TOP